julho 28, 2010


Subia com toda a força que tinha nas pernas para tentar chegar mais rápido que pudesse lá em cima, só pra ver o que sua mente já projetava mas seus olhos queria se certificar. Viu as luzes acesas por todas as partes e eis que fica cara a cara com toda aquela orgia. A mesma que em seus pensamentos queria ter participado junto com ele, porém agora ele estava só e o via feliz… DESPERTOU! O susto de tê-lo ali despido enrabando um outro em meio a tantos corpos quentes, berros de prazer e gemidos, risos e drogas, o acordou de vez.

Levantou da cama com os olhos grudados como que com conjutivite. Lavou com água morna, passou de mão no celular e enviou mais um pedido de desculpa e “por favor, me atenda”. Ligou mais uma dúzia de vezes com aquela cena toda na cabeça sentindo seu cheiro no ar, sua mão pesada de carinho e seus braços ao redor do seu corpo.

Triste talvez saber que nunca mais possa vir a sentir tudo isto de novo… como é triste sentir demais!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: