PAIXÃO

julho 26, 2010


Todo dia ele abria a janela da mesma maneira. Do lado de fora, a mesma paisagem. Até que do nada, ao abrir a janela determinada manhã, ele viu algo diferente. O horizonte tinha cores mais vibrantes, seu coração disparou, a respiração ficou mais ofegante… estava de frente para algo que nunca havia sentido antes. Queria ver todo o dia. Se encantava enfim com o novo e o belo do mesmo que sempre teve, mas que parecia mais novo e belo a cada dia que abria a janela. Mas de repente, com a mesma intensidade que amou, desencantou. A ponto de querer nunca mais abrir a janela… até que enfim, se mudou dali. Foi em busca do que poderia ser uma nova imagem, um novo horizonte. Uma nova paixão. E o que dizer do que de uma hora para outra era tão tudo em sua vida e que do nada tornou-se desencanto? Sabe-se lá!


*Paixão é verbo latino (patior) que significa sofrer ou suportar uma situação dificil; é uma emoção de ampliação quase patológica. O acometido de paixão perde sua individualidade em função do fascínio que o outro exerce sobre ele. É tipicamente um sentimento doloroso e patológico, porque, via de regra, o indivíduo perde a sua individualidade, a sua identidade e o seu poder de raciocínio.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: