Amar sobre qualquer condição

outubro 18, 2009

1803604_a1b184dbee

Mal completavam 30 dias que a relação de 3 anos havia se encerrado, ainda existiam muitos sentimentos flutuando entre eles, mas também havia o desejo de que tudo um dia se resolvesse e o fruto do que fora um enorme amor se transformasse em algo além da paixão e do ardor sexual; virasse a melhor amizade, quase uma irmandade, entre eles. Afinal, por que não poderia um amor imenso e intenso fortalecer laços que iam além?

Os objetos comprados, os laços construidos nó a nó ainda eram sólidos e precisavam ser compartidos, e o pobre cão ainda ladrava pelos dois, mas algo deveria ser diferente agora – um pouco, não tanto!

Havia entre eles algo que os separava. Um outro alguém. Uma barreira a ser vencida, um outro que poderia sim ser o ponto final da história, a mesma que nunca teria um fim e por que não transformar em um ponto-e-virgula? E foi isso que um dos lados vendia como pedra preciosa para o outro, na esperança que um dia toda a dor passasse e a árvore enfim desse os frutos esperados.

E num dia em que menos se esperava o entendimento, quando menos se entendi que era possivel, e estando os três confrontados em poucos metros quadrados de um bar, a magia aconteceu e pegou um dos lado de surpresa; o que estava machucado estendeu a mão e assim todo seu carinho para o novo e os dois, ainda que se estranhando um tanto, esticaram um sorriso sincero no rosto e deram a suas histórias um outro rumo; abriram a porta da felicidade e aquele que um dia pediu para terminar, sentiu na alma a certeza que havia deixado para trás uma vida e mais do que isso, o homem que sempre amou, da maneira que sempre acreditou que este homem seria – um homem maravilhoso, especial e grandioso, porque a grandiosidade está em saber que amar é querer bem, mesmo que o bem não seja mais seu.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: